segunda-feira, fevereiro 23, 2009

Até à vista, meu amigo

 


Esta é provavelmente a notícia mais triste que já coloquei aqui no Cantinho. Ontem, faleceu o Orlando. Todos que convivíamos com ele interiormente sabíamos que, mais tarde ou mais cedo, este dia chegaria. Foram muitos anos a lutar contra a inevitabilidade do destino, muitos anos a enganar a morte. E o Orlando fê-lo sempre com um sorriso nos lábios e uma palavra espirituosa. E apesar de viver assolado de dores, incapaz de juntar-se a nós num simples jogo de bola, nunca desarmava e enfrentava as adversidades com bravura que nos deixava desconcertados.


Mas o dia chegou. O Orlando desta vez não resistiu, fechou os olhos e partiu. Deixou-nos a todos. E isso custa. Mas não nos deixou de mãos vazias. O corpo parte mas deixa nos seus amigos a sua lembrança de dias melhores. Deixa um rapazito cheio de vida, o seu maior feito, que crescerá a lembrar o pai. Deixa-nos com um sorriso de viver, acreditando que vale a pena lutar para viver e que cada segundo que respiramos deve ser encarado como uma bênção e uma oportunidade de marcarmos a diferença.


Descansa em paz meu amigo. Vai jogar à bola aí em cima. Salta, pula, faz tudo o que o teu corpo não te deixou fazer cá em baixo. Não te digo adeus. Digo até à vista.

Enviar um comentário