segunda-feira, dezembro 08, 2008

Traidores

 
Final da Taça de Portugal em 2001 - marca para o Marítimo e para a Região


Ainda não me refiz da humilhante derrota de ontem. Tudo correu mal. E tudo correu bem para o outro lado. Mas pior que a derrota (já de si imensamente má), foi todo o ambiente que gerado nos Barreiros. Madeirenses a puxar contra a equipa da terra. A festejar os golos do "colosso" de Lisboa. Senti-me envergonhado. Foi uma dupla derrota. Desportiva e social. Foi uma derrota para a Madeira.


Agora quero ver com que cara irão estes senhores da ilha protestar contra tratamentos desiguais perante os nossos compatriotas do continente. Quero ver a reacção destes senhores quando forem tratados como portugueses de segunda, no seu próprio país. O que se exigia, no mínimo, era respeito por um dos símbolos da Madeira, por uma história centenária ao serviço da Madeira.


Sinto-me envergonhado. Para quê construir mais estádios, quando iremos enche-los para apoiar os 3 estarolas do continente? Para quê é que vamos apoiar as equipas madeirenses quando é o próprio madeirense a enxovalhar e descartar esses mesmos clubes? Para quê exortar o sentimento madeirense, lutar pela autonomia, quando é o próprio madeirense a cuspir na sua própria identidade? Para quê, pergunto eu...


Sinto-me envergonhado. Por mim, pelo Marítimo e pela Madeira.

Enviar um comentário