quarta-feira, dezembro 10, 2008

O Orçamento Solitário

 
(Foto: Teresa Gonçalves/DN)


A imagem que domina o primeiro dia de debate do Orçamento da Região para 2009 é a das cadeiras vazias no Parlamento. Mais do que o milhão aqui ou ali, a crise ou a não crise, são as ausências que marcam este orçamento. Sobretudo dos lugares reservados ao presidente e ao vice-presidente do Governo, os dois principais responsáveis políticos desta terra que, aparentemente, têm mais que fazer do que ouvir o que diz a oposição ou os deputados que os defendem. Elucidativo.

Enviar um comentário