segunda-feira, outubro 30, 2006

Água Oxigenada

Recebi um e-mail a dizer maravilhas do "peróxido de hidrogénio". Quem, perguntam vocês? Ai Jesus... para os menos cultos, o peróxido de hidrogénio é um composto químico (H2O2), na forma de um líquido viscoso e poderoso oxidante. Em solução aquosa, é incolor, à temperatura ambiente com um característico sabor amargo, e é conhecido comercialmente como... água oxigenada.

A água oxigenada foi desenvolvida na década de 1920 por cientistas para conter problemas de infecções e gangrena nos soldados na frente de batalha. A pesquisa procurava um produto barato, fácil de transportar e usar, que pudesse ser conservado de forma fácil e à temperatura ambiente, sem problemas colaterais. Durante a segunda guerra mundial, a redução no número de baixas e amputações foi tremenda, graças ao uso da água oxigenada.

Numa solução a 3%, é um dos mais potentes desinfectantes que existem. No entanto, esta sua caracteristica é pouco divulgada e facilmente entende-se porquê. Um produto desta natureza, barato e simples de usar, concorre com os outros desenvolvidos por laboratórios farmacêuticos e indústrias de desinfectantes domésticos e hospitalares. Logicamente, não há um interesse comercial no seu uso em larga escala.

Estive à procura na net, de informações que confirmassem estas características da água oxigenada. E, para meu espanto, encontrei muita informação sobre a mesma, desde sites científicos a blogues vários.

Segundo estes, a água oxigenada permite variadíssimos usos, como por exemplo:
– Uma colher de sobremesa do líquido, bochechando e cuspindo, durante alguns minutos, é suficiente para eliminar a maioria das bactérias da boca, branqueando inclusive os dentes! Convém não engolir, no entanto.
– Manter escovas de dentes numa solução de água oxigenada conserva as escovas livres de germes que causam gengivite e outros problemas orais.
– Um pouco de água oxigenada num pano é capaz de desinfectar superfícies várias. É excelente para usar em cozinhas e/ou casas de banho.
– Tábuas de carne e outros utensílios são totalmente desinfectados após o uso, com um pouco de água oxigenada. O produto mata qualquer bactéria ou germe, inclusive salmonela.
– Passada nos pés, à noite, evita problemas de frieiras e outros fungos que causam os principais problemas nos pés, inclusive mau cheiro.
– Passada em ferimentos (várias vezes ao dia) evita infecções e ajuda na cicatrização. Até casos reportados de gangrena regrediram com o seu uso.
– Roupas que precisem de desinfecção (lençóis, fraldas, etc...), ou aquelas em contacto com secreções corporais e sangue, podem ser totalmente desinfectadas se ficarem de molho numa solução contendo água oxigenada antes da lavagem normal.

Já agora, como nota final, "água oxigenada a 3%" (de peróxido de hidrogénio) e "água oxigenada a 10 volumes", são designações usadas para identificar a água oxigenada que se encontra geralmente no mercado, que se compra em farmácias, super-mercados, etc.

Bem... nada como testar. Quem é o voluntário?

Enviar um comentário