sexta-feira, fevereiro 01, 2013

Salas que fecham!




A Socorama Castello-Lopes encerrou 49 das 106 salas de cinema que detém em Portugal. Esta decisão de encerramento afeta oito complexos de cinema localizados em centros comerciais do grupo Sonae Sierra em Viana do Castelo, São João da Madeira, Covilhã, Leiria, Loures, Seixal, Guia e Ponta Delgada. Recorde-se que já no início deste ano, a Socorama encerrou as 7 salas de cinema que tinha no Madeira Shopping. A razão avançada foi a crescente dívida da Socorama para com a Sonae Sierra.

A Socorama Castello Lopes detém 106 salas de cinema e em 2012 registou 12,6 milhões de euros de receita bruta de bilheteira. Apesar de ser a segunda maior exibidora, atrás da Zon Lusomundo Cinemas, a Castello-Lopes registou uma quebra de 1,7 milhões de euros em relação a 2011. Quanto ao número de espetadores, de acordo com dados do Instituto do Cinema e Audiovisual de 2012, a empresa registou também quebras - por retração do consumo dos portugueses - de cerca de 375 mil bilhetes vendidos. Em 2011, já tinha sido dado um alerta sobre as condições laborais da empresa, quando os trabalhadores anunciaram a realização de uma greve pelo pagamento em atraso do subsídio do natal. Na altura, a greve envolveu projecionistas, funcionários de bilheteira e gerentes de sala da exibidora. Agora, de uma só vez, a empresa dispensa 75 trabalhadores, distribuidos pelas salas que encerram.

Não vou por em causa as razões da decisão do encerramento de salas de cinema pela Socorama. Desconheço as contas em pormenor e as razões primordiais para esta decisão. Mas lamento que com o encerramento das 49 salas da Castello-Lopes, há 2 distritos (Viana do Castelo e Açores) e cinco cidades que ficam sem acesso a cinema. O próprio Funchal, com os seus 190 mil habitantes, fica com apenas as seis salas da Lusomundo. Pode ser um sinal dos tempos. Mas é, acima de tudo, um rude golpe para a cultura em Portugal. E é igualmente uma machadada valente para quem anda a combater a pirataria na internet. E para quem gosta de ir ao cinema como eu gosto, é um triste dia.

Enviar um comentário