sábado, junho 25, 2011

Rali Vinho Madeira fora do IRC

(Foto: origem)

A edição 2011 do Rali Vinho Madeira não vai contar para o Intercontinental Rally Challenge (IRC). Embora ainda não esteja confirmada oficialmente, foi possível apurar que nas próximas horas surgirá o anúncio oficial por parte da comissão Organizadora do Rali Vinho Madeira.

Tudo porque a organização madeirense não cumpriu o pagamento de duas prestações a que estava obrigada - Abril e Junho - no valor de 75 mil euros cada, invocando que o custo não justificava o investimento. Aparentemente na Madeira existe a convicção que só a Skoda viria a esta edição do rali, pelo que seriam poucos os pilotos a competir no IRC, e porque o único prejuízo desta opção é perder a transmissão televisiva garantida através do canal Eurosport.

A verdade é que, embora os dirigentes digam agora que o IRC não interessa, a verdade é que o rali madeirense é prova fundadora do Intercontinental Rally Challenge. E Paulo Fontes e toda a sua equipa sempre acenaram essa bandeira, bem como a divulgação garantida pela televisão como razão que justificava os apoios públicos, do Turismo de Portugal e da Região.

Segundo o que foi ainda possível apurar, sabe-se que o incumprimento no pagamento contratualizado é consequência do Governo Regional se ter atraso vários meses na assinatura do contrato-programa e que este, ao ser assinado apenas há 15 dias, só vai libertar verbas muito depois do rali ter ido para a estrada.

Assim, sem o IRC, o Rali Vinho Madeira conta apenas para o moribundo "Europeu" e para o desgraçado nacional de ralis. Ao invés, o Rali de São Miguel mantém-se neste campeonato. Por mais que se procure minimizar o facto, trata-se de um grande revés para a Madeira, e para todo o projecto de promoção turística da ilha e a perda de um cartaz importante para o exterior.

Enviar um comentário