terça-feira, julho 20, 2010

Junho a aquecer

 


As temperaturas do mês passado foram as mais quentes alguma vez registadas em Junho na história registada da humanidade. Foi também o bimestre mais quente (Abril-Junho) e o segundo semestre mais quente de Janeiro a Junho da história, atrás apenas de 2007. Os dados são da NOAA (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica, dos Estados Unidos), que mantém um banco de dados com registos que datam de 1880.


A média combinada das temperaturas das superfícies da terra e do oceano foi a mais quente já registada num mês de Junho, com 16.2°C, 0.68°C acima da média do século XX. A temperatura global somente da superfície da terra no mês também bateu o recorde, ficando 1.07°C acima da média do século passado, de 13.3°C. Já a temperatura dos oceanos foi 0.54°C acima da média do século 20, de 16.4°C, ficando em 4º lugar no ranking de Junho mais quente. O principal aquecimento aconteceu no Oceano Atlântico.


Outros dados mostram que, no mês de Junho, o gelo no Árctico cobre uma área de 10,9 milhões de km2 - o que é 10.6% abaixo da média registada entre 1979-2000 e a mais baixa de Junho desde que os registros começaram, em 1979. Este é o 19º mês de Junho seguido com cobertura de gelo no Árctico abaixo da média. Por outro lado, na Antártica, o gelo ficou 8.3% acima da média de 1979-2000, tornando-se o maior Junho já registado.


Tic, toc, tic, toc...

Enviar um comentário