quinta-feira, novembro 22, 2007

Portugal no Euro2008

Fui duro. Foi difícil. Mais difícil que quase toda a gente antecipava à partida. O que, apesar de todas as condicionantes, vem demonstrar que estes jogos já não são favas contadas à partida e que praticamente já não há mortos em quem malhar. Vejam o exemplo da Inglaterra. Ou mesmo a dificuldade dos apuramentos da Itália e França. Mas para o que importa, lá vamos nós. Para a história fica o apuramento. O quarto consecutivo para um Europeu.



Enviar um comentário