quarta-feira, novembro 28, 2007

Intolerância ou palhaçada...


Gillian Gibbons dava aulas numa escola do Sudão. Agora está sem emprego e enfrenta uma acusação de insulto por, no âmbito de um projecto da escola, ter dado chamado um urso de peluche de "Mohammed" (ou Maomé).

Esta professora britânica de 54 anos, foi ontem transferida para a sede da Polícia de Investigação de Cartum, depois de ter passado duas noites numa esquadra de bairro. Na segunda-feira foi ouvida durante mais de cinco horas e deverá em breve ser presente a tribunal, o qual decidirá se deve ou não ser punida pela ofensa. Ao abrigo da Sharia (Lei Islâmica), a pena para os insultos ao profeta é de 40 chicotadas na praça pública ou seis meses de cadeia.

O director de escola, Robert Boulos, também manifestou a sua solidariedade para com Gibbons. No entanto, num comunicado oficial, a escola pediu desculpa a todos os estudantes e alunos que se sentiram ofendidos por este "acto individual" e anunciou o término imediato de funções de Gillian Gibbons no estabelecimento de ensino.

Se eles soubessem que tenho um periquito chamado "O Profeta Com Asas e Bico e Que Gosta de Alpiste e Minhocas"... que seria de mim?

Enviar um comentário