quarta-feira, novembro 08, 2006

Afinal Picasso vai à praça

(Foto: Kirsty Wigglesworth/AP)

Na segunda-feira, um juiz de Manhattan suspendeu a venda do "Retrato de Ángel Fernández de Soto", de Pablo Picasso, porque, segundo Julius Schoeps, a sua família foi obrigada a vendê-lo durante a Segunda Guerra Mundial. Ontem, o mesmo magistrado decidiu que afinal a pintura pode ir à praça num leilão que a Christie's tem agendado para hoje, em Nova Iorque. A obra faz parte do período azul de Picasso e é um dos quadros mais procurados do pintor espanhol.

Enviar um comentário