sexta-feira, abril 28, 2006

Scolari...gate

Portugal em choque: Scolari confirma contactos com a federação inglesa de futebol mas desmente existência de acordo

O treinador da selecção portuguesa de futebol, Luiz Felipe Scolari, confirmou hoje de manhã a existência de contactos com a Federação Inglesa de Futebol com vista à sua transferência para o comando técnico da equipa inglesa.

No aeroporto, antes de viajar para a Alemanha, onde foi fortemente pressionado pelos jornalistas que se haviam barricado junto à porta do terminal 16, Scolari deixou a garantia de que ainda não tomou qualquer decisão sobre o seu futuro.

Depois de um grande trabalho de investigação promovido pelo trabalho conjunto dos jornalistas dos três diários desportivos de Portugal, apoiados em rectaguarda pela estação de televisão TVI, ficou provado que Scolari, efectivamente, recebeu em Portugal, a visita do representante da FA inglesa.

Perante estes factos conclusivos e esmagadores, que desde que vieram a público têm vindo a chocar a nação, o seleccionar revelou que os contactos com a FA foram feitos pelo seu empresário, Gilmar Veloz, e confirmou que a abordagem foi permitida pela Federação Portuguesa de Futebol. Defendeu-se Scolari: "Eu sou um profissional com contrato com a federação [portuguesa] mas, em 31 de Julho, eu termino o meu contrato.", concluindo com esta enigmática frase: "Portanto, a vida vai continuar e não se sabe o que vai acontecer".

Sobre as informações que dão conta da existência de um acordo, Luiz Felipe Scolari garante que ainda nada foi assinado mas não esconde a vontade de equacionar o assunto assim que haja bases concretas de negociação, como anos de contrato, salário, equipa técnica e tipo de trabalho.

Mais um escândalo a abalar este país à beira-mar plantado. Depois da descoberta das couves-vaca infectadas com o H5N1 no quintal da dona Maria do Seixal, e da crise depressiva dos carapaus carecas portugueses, agora os portugueses, este povo martirizado, vê-se "a braços" de perder o seu seleccionador.

Agora Scolari não terá outro remédio: terá que ir bater a porta da casa de todos os portugueses e pedir perdão e claro, ganhar o Mundial na Alemanha.

Enviar um comentário