sexta-feira, abril 28, 2006

A exposição de... "merda"

Até 2 de Julho no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, irá estar em exposição seis novas peças de um artista chamado de Alexandre Estrela, que partem da acção do grafitti e da utilização do "stencil". Até aqui tudo bem. Acontece que essa exposição foi sugestivamente intitulada de "Merda".

E porquê merda, perguntam vocês. Segundo o artista, as peças centrais nesta exposição foram inspiradas a partir da acção obsessiva de um homem que tem manchado, ao longo dos anos, as fachadas dos prédios da Estrada de Benfica, em Lisboa, com um grafitti da palavra "merda" exactamente de 15 em 15 metros.

Assim, Alexandre Estrela fez de "Merda" um livro de autor, numa edição de 500 exemplares, em que o artista gravou essa acção repetitiva de um homem que não conhece. Em fotografia, Estrela registou e transformou todas essas imagens num género de "flipbook" em que, folheando rapidamente, conseguimos ver em forma de "animação" a própria zona de Benfica com a palavra em questão constantemente repetida.

Como se já não bastasse, o artista apresenta-nos "Benfica", a outra peça central da exposição, que não é nada mais nada menos que um vídeo em que vemos o autor a folhear obsessivamente cada um dos 500 exemplares da obra! Mais, o som do vídeo é agressivo e tem uma frequência precisa, chamada "the brown tone", que supostamente activa no ouvinte uma enorme vontade de ir à... casa de banho.

Nem sei que é o mais doente... o homem que anda por aí a pintar a palavra "merda" nas paredes de Benfica, ou o autor deste trabalho!! Enquanto penso nisto, vou ali à casa de banho...

Enviar um comentário