quinta-feira, março 23, 2006

Que raio de conclusão...

Segundo um estudo, hoje publicado em Israel, os bebés com três meses de idade já manifestam preferências em matéria racial. Os investigadores chegaram a esta conclusão depois de terem colocado bebés brancos e bebés pretos, sentados ao colo das suas mães e à frente de um computador que lhes mostrava rostos de cada uma das raças durante dez segundos de cada vez.

A observação das suas reacções e do tempo que olharam para os rostos no computador levou-os a concluir que os bebés se concentraram e "preferiram" a imagem do rosto da sua própria cor.

Vai dái que os investigadores, segundo o responsável pela investigação, Yair Ben Haim, do Centro Adler para o Desenvolvimento Sociológico e Patológico da Criança, chegaram à "brilhante" conclusão que sustenta que nessa idade as crianças preferem ver rostos da sua própria raça!

Da sua própria raça!

A mim parece-me claro que, da experiência realizada, o que se conclui é que os bebés preferem rostos das raças que habitualmente veem, e não particularmente da sua, o que nem é uma conclusão extraordinária.

O que é extraordinário, é como cientistas conseguem concluir, através deste estudo, que os bebés preferem ver os rostos da sua própria raça...

Enviar um comentário