sábado, setembro 24, 2005

"Stand Up Comedy" no Centro de Congressos

Assim vale sempre a pena...

Misturando anedotas, "stand-up comedy" e muita música, os humoristas nacionais Marco Horácio, Nilton e Francisco Menezes levaram às lágrimas de tanto rir as cerca de 600 pessoas que, na noite de ontem, encheram por completo o Centro de Congressos da Madeira.
Durante mais de duas horas, os três comediantes, cada um apresentado um registo muito próprio, percorreram as diversas áreas da vida do dia-a-dia. Desporto, política, celebridades, religião e sexo, nada é tabu para estes três jovens artistas, cujo humor, ainda que diferente, "bebe" de clássicos como Monty Phyton, Seinfeld, Richard Pryor, Robin Williams, só para mencionar alguns.

O primeiro a entrar em acção, Marco Horácio, arrancou muitos aplausos (e alguns assobios), quando explicou a derrota do Sporting perante o Nacional. Segundo o humorista, o motivo reside na altitude. «Quando os jogadores do Sporting finalmente chegaram lá cima (à Choupana), já estavam exaustos (de tanto subir)». Pedindo o apoio do público, contou alguns dos melhores piropos dos "trolhas": «Ó boa!» (exclamava o público); «Belas pernas... a que horas é que abrem?!» (completava Marco Horácio). A actuação finalizou com uma interpretação da personagem "Paulo Sensações".

Cerca das 22h00, o segundo humorista da noite, Nilton, entrava em acção. Num estilo sempre sereno mas perspicaz, de quem observa e constata os pormenores do quotidiano, Nilton, que claramente fez os "trabalhos de casa", foi abordando diversos temas da vida regional, entre os quais, o conhecido episódio do presidente do Governo Regional e a sua afirmação sobre «o não querer cá chineses», arrancando gargalhadas da plateia. As "investidas" de Nilton, mentor do projecto "K7 Pirata", divertiram a plateia que não teve sequer um momento de "descanso".

O "último a rir", ou neste caso, a fazer rir, foi o homem dos sete ofícios, Francisco Menezes, um humorista que conta anedotas e canta (e bem), fechando em grande um espectáculo inédito na Madeira. Francisco Menezes foi arrasador com as suas imitações dos portuenses e de muitos artistas internacionais, casos da Britney Spears e Michael Jackson.

No final, os artistas agradeceram ao público, que respondeu com uma forte ovação. Da minha parte achei simplesmente fantastico. Adorei.
Enviar um comentário