quinta-feira, setembro 15, 2005

Meet Jack Johnson

JACK JOHNSON, o "lazy blues" man

Antes de aperfeiçoar as suas lides musicais, Jack Johnson era um surfista professional campeão, uma das caras fortes da Quiksilver. Era uma vida indicada para este Havaiano, que desde os seus pequenos passos pela costa norte de Oahu, já perseguia ondas, e aos 17 anos já era um extraordinário atleta no famoso "Pipeline".

No entanto, Johnson já testava as suas vertentes artisticas - tanto no cinema como na música. Foi durante os seus anos de estudante de cinema na Universidade da California, em Santa Bárbara, que Johnson começou a escrever canções e a dedicar-se aos documentários. Juntamente com os seus amigos de infância, Chris e Emmett Malloy, produziu um documentário entitulado "Thicker Than Water", que lançou-o para a ribalta como um talentoso cinematógrafo, bem como um florescente cantor/escritor. Os seus pares, dentro e fora do circuito do surf, elogiaram o seu trabalho e "Thicker Than Water" valeu-lhe vários prémios, entre os quais, o Video of the Year during 2000 da revista Surf Magazine. O seu seguinte trabalho "The September Sessions", recebeu iguais louvores e o conquistou o "Adobe Highlight Award" no "ESPN Film Festival" nesse mesmo ano.

Foi a partir daqui que Johnson gradualmente foi-se afastando de uma promissora carreira desportiva e voltou-se para a música, algo que lhe viria a trazer honras adicionais. G. Love & Special Sauce rapidamente descobriram o estilo muito particular de Johnson, uma peculiar mistura de lazy blues, folk, hip-hop com um moderno rock twist, e incluiu-o no tema "Rodeo Clowns'" de G. Love (Philadelphonic, 1999).

Mas foi quando o "demo" de 4 músicas de Johnson chegou aos ouvidos de J.P. Plunier, famoso produtor de Ben Harper, que a sua carreira descolou. No Inverno de 2001, Plunier produziu o primeiro álbum de originais de Jack Johnson, "Brushfire Fairytales" (Enjoy Records), que ainda contou com uma participação especial de Harper na guitarra de "Fluke". Duas tournés seguiram-se durante a primavera e verão de 2002; O segundo álbum de Johnson, "On and On" vê a luz do dia em Maio de 2003. Seguiram-se concertos com Ben Harper em Junho e Julho desse mesmo ano.

Já este ano foi lançado o fabuloso "In Between Dreams", que chegou às lojas em Março. Sempre com os seus fieis companheiros de armas, Adam Topol (bateria/percursão) e Merlo Podlewski (baixo), este novo trabalho, que contem algumas jóias como "Good People" ou "Sitting, Waiting, Wishing", tem feito subir a popularidade de Jack Johnson entre a malta mais nova, e substancialmente aumentado o número de vendas, tornando-o já num caso sério da música norte-americana.
Enviar um comentário