sábado, agosto 20, 2011

Funchal Music Fest Live 2011 - Dia 1

Ontem à noite foi a abertura oficial daquele que será, até agora, o maior festival de música pop/rock de sempre na Madeira, o Funchal Music Fest - Live 2011, e que encheu o Parque de Santa Catarina de milhares de festivaleiros que quiseram ver e ouvir bem de perto os Expensive Soul e os The Gift.

Mesmo com a ameaça de chuva que teimosamente caiu durante a tarde foi suficiente para impedir que cerca de 5 mil pessoas acorressem ao Parque, inclusive antes dos concertos, para aproveitar as actividades radicais (slide, luta de gladiadores e touro mecânico) e desfrutar da primeira festa 'Sunset Reggae Session', com a chancela do Casino da Madeira, através da discoteca Copacabana.

Coube aos madeirenses Dul N'Nouk White as honras de abertura do festival, por volta das 20h15. Só apanhei a parte final do concerto por isso não posso dizer muito, embora o seu estilo seja algo que me agrade. A rever.

Por volta das 22 horas os Expensive Soul subiram ao palco. Tinha imensa curiosidade de os ver ao vivo e posso vos dizer que faz jus à fama. Com a descontracção que lhes é característica, os vocalistas Max e Demo, acompanhados pela "Jaguar Band", presentearam o público com músicas como 'O Amor é Mágico', 'Dou-te Nada', 'Eu Não Sei' e '13 Mulheres', que foram acompanhados pelos fãs de forma entusiástica nesta primeira noite do festival. Gostamos nós e, aparentemente, gostaram eles também!
(Fotos: LMR)

Era já meia-noite quando os The Gift subiram ao palco para a apresentação do seu novo álbum, 'Explode'. E foi com a música 'Suit Full of Colours' que abriu o concerto. A potente voz de Sónia Tavares e a extravagância de Nuno Gonçalves mostram bem porque os The Gift já são uma banda de currículo internacional. Sem esquecer os clássicos "Driving You Slow" ou "Fácil de Entender", foi um excelente concerto!

(Fotos: LMR)

No dia de hoje temos os 'avós' do rock português, os Xutos e Pontapés, além das actuações de Rita Redshoes e do desconcertante The Legendary Tigerman. Promete!
Enviar um comentário