segunda-feira, janeiro 17, 2011

"Rede Social" ganha vantagem na corrida aos Óscars

 
(Foto: Merrick Morton/Columbia Pictures/AP Photo)


A 68ª edição dos Globos de Ouro foi generosa na repartição de prémios. Espalhou as honras por vários filmes e séries televisivas. Porém, a película “A Rede Social”, o filme que conta a história da criação da rede social Facebook, acabou por se destacar, tendo ganho o Globo de Ouro de melhor filme (na categoria drama), melhor realizador (David Fincher), melhor argumento (Aaron Sorkin) e melhor banda sonora original (Trent Reznor e Atticus Ross). É a confirmação de um dos mais fortes candidatos ao Óscar deste ano. Na sexta-feira à noite tinha vencido os prémios da Crítica norte-americana (Critics Choice Movie Awards).


Nas categorias de melhor desempenho dramático, os globos foram atribuídos a Natalie Portman (“Cisne Negro”) e Colin Firth, pelo seu desempenho em “O Discurso do Rei”, onde o britânico desempenha o papel do rei Jorge VI. Para Natalie Portman, que está grávida, esta foi a primeira vez que levou para casa um Globo de Ouro (por uma actuação principal).


Outro filme que tomou a dianteira foi o “The Kids Are All Right”, acerca de um casal de lésbicas que tenta reaproximar os filhos do pai biológico, venceu o Globo de Ouro de melhor filme na categoria musical ou comédia. Uma das suas protagonistas, Annette Bening, levou para casa a distinção de melhor actriz neste registo. O Globo de Ouro de melhor desempenho masculino num filme de comédia ou musical foi entregue a Paul Giamatti pelo seu papel em “Barney's Version”.


"A Origem", de Christopher Nolan, o um dos grandes filmes de 2010, que conquistou muitos amantes da ficção científica e que foi um dos filmes mais referidos pelos internautas nas redes sociais durante o ano passado, estava nomeado em quatro categorias e acabou por não vencer nenhuma.


Na categoria televisão, o fenómeno Glee, para além de vencer na categoria de melhor série de comédia ou musical, o actor Chris Colfer venceu o Globo de Ouro de melhor actor secundário numa série de comédia ou musical pelo seu papel de adolescente assumidamente gay nesta saga de inadaptados. A actriz Jane Lynch - a temível treinadora das cheerleaders do liceu - venceu o Globo de melhor actriz secundária na mesma categoria.


Aguardo agora a nomeação para os Óscars.

Enviar um comentário