segunda-feira, agosto 09, 2010

Blackberry 'sob escuta'

 
(Foto: EPA)


A Comissão da Tecnologia das Comunicações e da Informação Saudita (CITC) ordenou na terça-feira a suspensão das trocas de mensagens por Blackberry a partir de sexta-feira, justificando a sua decisão com o facto de a utilização de Blackberry violar leis em vigor no país, seguindo o exemplo dos Emirados Árabes Unidos. A razão é a encriptação de alta segurança dos Blackberry, que não permite às autoridades controlar o conteúdo das mensagens trocadas pelos seus utilizadores.


Este fim-de-semana, foi anunciado um acordo "praticamente concluído" entre a Arábia Saudita e o fabricante do Blackberry para evitar a suspensão do serviço de mensagens daquele telemóvel multimédia. Embora não tenha sido fornecido qualquer indicação sobre o conteúdo do acordo, a estação de televisão saudita Al-Arabiya precisou que o fabricante canadiano Research in Motion (RIM) terá aceitado que haja acesso das autoridades sauditas ao conteúdo das mensagens trocadas por Blackberry.


Embora para nós esta situação seja absolutamente chocante, estamos unicamente perante uma decisão de pendor economicista. É que a Arábia Saudita (700.000 utilizadores) e os Emirados Árabes Unidos (500.000 utilizadores) representam 1,2 milhões de utilizadores e um dos lugares no globo de maior crescimento nos últimos anos.

Enviar um comentário