quinta-feira, junho 24, 2010

O jogo de ténis mais longo da história (... e continua)

 
(Foto: Alaistair Grant/AP)


O francês Nicolas Mahut e o norte-americano John Isner estão a jogar há quase 10 horas - não consecutivas - pelo direito a disputar a segunda ronda do torneio de Wimbledon. Um duelo antológico cujo desfecho só deverá ser conhecido esta quinta-feira.


O encontro começou na terça-feira, mas foi suspenso devido à falta de luz natural e retomado esta quarta-feira. Na altura, jogava-se já o quinto set (4-6, 6-3, 7-6, 6-7). Um parcial que ainda não está decidido, já que, depois de um total de 9h54 de jogo, Mahut e Isner continuam empatados a 59 jogos.


Às 21h08, e apesar dos pedidos insistentes do público de «we want more/queremos mais» os dois jogadores concordaram em adiar a decisão do encontro - com 40-40 no marcador - para quinta-feira, numa altura em que a luz do Sol já pouco iluminava o complexo do All England´s Club.


O vencedor do encontro mais longo da história deve, então, ser conhecido amanhã. Longe está já o anterior recorde, que pertencia a Arnaud Clément e Fabrice Santoro, que protagonizaram uma maratona de 06h33 na edição de 2004 do torneio de Roland Garros - só a duração do que foi jogado hoje, mais de 7 horas, chega para bater o recorde.


Vai a penaltis?


 
Actualização: Ganhou o norte-americano, 11 horas e tal depois. Mas ficam ambos na história...

Enviar um comentário