terça-feira, novembro 11, 2008

"Desastre Nu" no DN

 
(Foto: A.Spínola/DN)


A peça é da Contigo Teatro. A notícia é do Diário de Notícias, pela caneta do jornalista José Salvador. A entrevistada é a Prof. Maria José Costa, a "presidenta" da Associação.



Peça de teatro 'Desastre Nu' tem cariz interventivo
O Original de António Aragão, pela Contigo Teatro, estreia dia 14, às 21 horas
Data: 10-11-2008


Um olhar crítico sobre a sociedade é a proposta de 'Desastre Nu', de António Aragão, que a Contigo Teatro estreia no próximo dia 14 de Novembro, sexta-feira, às 21 horas, no auditório do Centro das Artes - Casa das Mudas, na Calheta.


"Trata-se do único texto escrito para teatro por António Aragão e é um espectáculo que, penso, irá permitir a reflexão sobre a condição humana", começou por dizer Maria José Costa, responsável da Contigo Teatro, da qual um dos fundadores foi o saudoso Carlos Varela.


"Neste espaço [auditório do Centro das Artes], serão denunciadas, digamos, imperfeições do ser humano e acho que será uma tomada de consciência para todos nós", acrescentou.


Não é por acaso que a acção de 'Desastre Nu' decorre numa lixeira: "Serve para demonstrar como a humanidade cheira mal, porque o seu comportamento não é exemplar", explicou a encenadora do espectáculo.


Reconhecendo ser "uma peça muito interventiva", Maria José Costa aludiu à estreia da companhia no Centro das Artes: "Ficámos muito gratos pelo convite para virmos para aqui e era o espaço que escolheríamos para esta peça, mas como fomos convidados, agradecemos".


O elenco de 'Desastre Nu' envolve oito actores, com alguns a desempenharem mais do que um personagem, para além de um grupo de alunos da Escola Básica e Secundária da Calheta.


Vítor Balanco, com 16 anos, é um dos estudantes desse estabelecimento de ensino e está a encarar a participação na peça como uma aliciante experiência: "Acho que quer a mim quer aos meus colegas irá permitir conhecer o trabalho da Contigo Teatro, para além de aprendermos mais sobre esta arte, já que fazemos parte do núcleo cénico da nossa escola e estamos satisfeitos com o convite", concluiu o jovem.


Bilhetes à Venda


Seguem-se sessões no sábado, às 21 horas, e domingo, às 17 horas. Já na segunda-feira realizam-se dois espectáculos destinados a estabelecimento de ensino. E o ciclo de representações termina no dia 22 de Novembro. "Destina-se sobretudo aos mais 'esquecidos' ou aos que pensam que já acabou e esperamos que venha o maior número de pessoas." Este foi o apelo da encenadora de 'Desastre Nu'.


Já os bilhetes encontram-se à venda e custam 10 euros. Tratando-se de grupos, o preço é de 7,50 euros. E para o público sénior (terceira idade) o valor é de 5 euros. No que respeita aos grupos de escolas haverá um bilhete especial que custará 5 euros.



A estreia é já sexta-feira, às 21 horas. Mais informação no site oficial. A não perder.

Enviar um comentário