terça-feira, março 07, 2006

A fenda de Massapez

Ultimamente tem pairado sobre os moradores do Sítio do Massapez, na Fajã, freguesia da Calheta, a ameaça de derrocada da montanha que os alberga. A fenda no topo de uma escarpa ameaça fazer desabar as terras a qualquer momento, pelo que os habitantes já tiveram de ser retirados do local.

Os técnicos e responsáveis dizem que as principais causas para o aparecimento da falha são naturais. Que se trata de um processo de erosão natural e gradual, onde a chuva é o principal factor.

No entanto, existem dois dados fundamentais a reter: primeiro, aquela zona foi, em tempos, utilizada para a extracção de areia. A grande maioria das casas do Loreto, do Massapez e mesmo algumas do Arco da Calheta foram construídas com areia extraída daquela zona, bem como a «reconstrução» da Capela da Nossa Senhora do Loreto também utilizou matéria-prima do Massapez. Sendo que, segundo contam os moradores da zona, esta foi uma prática corrente durante cerca de 30 anos.

Segundo, os explosivos utilizados na construção dos túneis da via expresso da Calheta, que atravessam a montanha em causa.

Eu não sou engenheiro, nem tenho capacidade técnica para me pronunciar muito especificamente sobre esta matéria. Apesar disso, creio que é uma levianidade querer responsabilizar exclusivamente a Natureza por este acontecimento. É claro como água que o aparecimento desta fenda deve-se à acção destruidora do homem.

Por coincidência o local chama-se sítio do Massapez. Por curiosidade fui procurar a palavra no dicionário e encontrei isto: "designação dada a uma terra argilosa, normalmente preta e especialmente adaptada para a cultura da cana-do-açúcar".

É o progresso caros senhores. O progresso...

Enviar um comentário